Zeina Latif - Pra Ser Justo
Top

Zeina
Latif


vai permitir
a retomada
do crescimento
econômico”

Zeina Latif se tornou, nos últimos anos, uma das vozes mais lúcidas do debate econômico brasileiro. Um de seus pontos mais fortes é indicar, com precisão, as disfuncionalidades do nosso sistema tributário, sobretudo como ele tem servido para alimentar privilégios e travar o crescimento da economia. Doutora em economia pela Universidade de São Paulo (USP) e hoje consultora, Zeina tem uma certeza: “O Brasil precisa de uma reforma tributária e é urgente”.

Ela defende que o texto da reforma a ser debatido e aprovado no Congresso deve conter alguns pilares: neutralidade, simplicidade e isonomia. Hoje, nosso regime tributário não possui nenhum desses atributos e, pior, gera inúmeras distorções, é confuso e muito injusto.

Explica Zeina que neutralidade tributária significa ter uma estrutura que não influencie as decisões de investimento de empreendedores. Simplicidade é dispor de um sistema menos burocrático possível, com regras bem definidas, que não deem ensejo a infinitas contendas judiciais. Isonomia, por fim, é garantir igualdade de tratamento aos contribuintes que estejam em condições similares, sem benefícios e exceções.

O Brasil precisa de uma reforma tributária e é urgente

O país está muito atrasado nessa matéria. “Há décadas a gente discute sobre essa necessidade e os avanços são muito tímidos. A gente tem um sistema tributário que gera tanta ineficiência que atrapalha o nosso desenvolvimento econômico”, afirma. As razões de não termos enfrentado e superado este obstáculo, acredita ela, estão em o tema ser complexo, demandar muitos debates e envolver múltiplos interesses setoriais.

Mas a boa notícia, acredita Zeina, é que a reforma nunca esteve tão perto. Existe clareza quanto à sua necessidade e às premissas em que deve se basear. Embora falte entendimento sobre alguns pontos específicos, o ambiente atual é favorável para que as soluções sejam encontradas. “Não podemos sobrevalorizar as dificuldades, para não enterrar uma reforma que é essencial. É melhor tentar buscar soluções do que bloquear o debate e perder a chance”, recomenda. Trata-se de uma oportunidade histórica, que não pode ser desperdiçada.

Nunca a reforma esteve tão perto.

O maior cuidado que é preciso ter, ao implementar a reforma, é desmontar gradativamente, e não de maneira intempestiva, algumas estruturas que precisam ser revistas. Um tema particularmente espinhoso é a Zona Franca de Manaus.

Não é esse tipo de incentivo que faz a região e o País ficarem ricos. Ele tem efeito transitório, por alguns anos, que vai se perdendo com o tempo, se não gerar ganho de produtividade, se não mudar a dinâmica da economia local. É preciso explorar as vantagens econômicas da região e ir fazendo o desmonte das estruturas.

Zeina Latif foi considerada uma das mulheres mais influentes do país pela revista Forbes. Foi economista-chefe da XP Investimentos, do Royal Bank of Scotland para a América Latina, do ING Bank no Brasil, do ABN-Amro Real e do HSBC. Ela comenta, ainda, que, se o país conseguir chegar a um modelo simples e neutro, já será um grande avanço: “Chegou a hora de levar a discussão adiante no Congresso. A função da política é encontrar consenso e avançar”. Assista abaixo a íntegra da conversa de Zeina com o #PraSerJusto.

O sistema tributário atual gera distorções, conflitos e injustiças: a reforma defende neutralidade, simplicidade e isonomia

+ especialistas


famílias mais
pobres estão
sendo injustiçadas”

Líder do Pra Ser Justo e mestre em ciência política, Renata Mendes acredita que primeiro é preciso explicar a importância da reforma tributária para as pessoas, já que os mais pobres não sabem o quanto é injusta a atual forma de tributação.


reforma é uma
alavanca para a
geração de empregos”

Uma das mais ativas lideranças do setor empresarial brasileiro na defesa da reforma tributária. Pedro Passos vê semelhanças entre o Brasil da hiperinflação, do início dos anos 1990, e o momento atual: ambos apontam para rupturas.


ser simples,
sem distorções
e sem exceções”

Não há assunto de economia sobre o qual Samy Dana não tenha se debruçado. O comentarista tem se tornado uma das vozes mais influentes na formação da opinião pública e no debate de saídas para os gargalos do país.


tributação sobre
consumo penaliza
mais pobres”

Rita de La Feria é especialista em processos de reforma e mudanças tributárias ao redor do mundo e não pensa duas vezes ao afirmar: “O Brasil tem um dos piores sistemas de tributação sobre o consumo que eu conheço, do mundo inteiro”.


favorável arranjo
para estados
e municípios”

Especialista em política fiscal, Rodrigo Orair enxerga a reforma como importante maneira de diminuir as distâncias que hoje separam diferentes unidades da federação e também capaz de favorecer a maioria dos municípios brasileiros.


vai permitir a retomada
do crescimento
econômico”

Zeina Latif se tornou, nos últimos anos, uma das vozes mais lúcidas do debate econômico brasileiro. Um de seus pontos mais fortes é indicar, com precisão, as disfuncionalidades do nosso sistema tributário.

Compartilhe

Conheça nosso manifesto pela reforma tributária